Pelo direito às creches no concelho de Lisboa!

ROSA – sector de mulheres do SR, artigo d’A Centelha nº 13 O direito às creches deve ser um direito de todas as famílias trabalhadoras e, em particular, das mulheres trabalhadoras! As políticas de austeridade dos últimos anos têm destruído os serviços públicos e empurrado a maioria das mulheres para a precariedade e para o…

Manifesto da ROSA

ROSA – Resistência contra a Opressão, o Sexismo e a Austeridade Somos a ROSA — Resistência contra a Opressão, Sexismo e Austeridade, o sector de mulheres do SR-CIT. O nosso principal objectivo é o da formação de quadros revolucionários femininos capazes de intervir na luta das mulheres trabalhadoras defendendo um programa socialista e de unidade…

O marxismo e a libertação sexual

Ismail X e Minerva Martins, Socialismo Revolucionário Lisboa, artigo d’A Centelha, nº 13 Sentindo falir todas as promessas de prosperidade com a crise, a juventude irrompeu na política. Milhões de jovens iniciaram uma frenética experimentação de formas de luta, inclusivamente contra a opressão sexual. A marcha internacional de mulheres, em 2017, foi a maior demonstração…

Feminismo de classe

Editorial d’A Centelha nº 13 edição de Março/Abril Dedicamos este número d’A Centelha à libertação da mulher. A nossa capa celebra dois séculos de luta socialista com as mulheres na vanguarda. Desde as batalhas pela abolição da escravatura até ao movimento pelo direito ao aborto e à habitação, passando pela Revolução Russa, o movimento socialista…

#MeToo avança para as ruas: construir uma campanha de massas para acabar com o assédio no trabalho!

Erin Brightwell, Socialist Alternative – CIT nos EUA, artigo publicado a 20 de Janeiro de 2018 em socialistalternative.org Graças à indignação coletiva e à solidariedade expressas por milhões de pessoas na campanha #MeToo (#TambémEu), tem havido uma mudança importante na forma como o assédio sexual e a agressão sexual são vistos e tratados, pelo menos…

25N: Pelo fim da violência contra as mulheres!

Comunicado do Socialismo Revolucionário Condenamos todas as formas de violência contra as mulheres e deixamos aqui uma mensagem de solidariedade com as suas vítimas. Os inúmeros casos de agressão às mulheres por todo o mundo tornam evidente a urgência de lutarmos por uma mudança profunda da sociedade que elimine as causas estruturais da violência machista…

Violência machista: nota sobre a sentença da Relação do Porto

A violência de género é uma realidade antiga para as mulheres, principalmente de classe trabalhadora, agravada pelos últimos anos de crise. Independentemente dos moldes que toma, a violência é a mais séria expressão de uma sociedade estruturalmente sexista e patriarcal. As vítimas são alvo de um discurso de culpabilização que constantemente iliba os agressores. Foi…