Sudão: liberdade para todos os presos políticos!

Uma onda de protestos contra subidas de preços massivas e medidas de austeridade do governo inundou o Sudão no decurso das últimas duas semanas. (ver Sudan: Protests erupt against government austerity policies).

Receando que estes protestos pudessem desenvolver-se num movimento mais amplo, o regime ditatorial de Omar Al-Bashir respondeu com forte repressão. Vários protestantes, jornalistas, activistas políticos e pelos direitos humanos foram atacados cruelmente, intimidados e presos, e a polícia foi usada para silenciar a voz das ruas. No passado dia 17 de Janeiro, de manhã cedo, o principal líder do Partido Comunista Sudanês foi detido na sua residência pela polícia. Esta detenção ocorre um dia depois de uma manifestação organização pelos comunistas contra a austeridade governamental e juntou milhares de pessoas no centro de Khartoum, gritando palavras de ordem como “Não à fome! Não aos preços altos!”. Este foi o maior protesto até ao momento desde que a recente onda de lutas começou, sendo brutalmente reprimido pelas forças do Estado com gás pimenta, espancamentos e detenções. Nesse mesmo dia, pela tarde, noutro protesto organizado pela oposição, uma nova onda de detenções arbitrárias teve lugar. Uma testemunha que falou com o CIT momentos antes do protesto referiu a presença de polícia política em números invulgarmente elevados, explicando que as autoridades inundaram a praça onde o protesto ia ter lugar com tanques de água, de forma a prevenir que se tornasse um ponto de convergência para as pessoas que expressavam a sua revolta contra o regime e as suas políticas anti-pobres. Este tipo de medidas denuncia o pânico da elite governante corrupta ao espectro de revoltas massivas estourarem no próximo período.

O CIT deseja expressar a sua total solidariedade com o povo do Sudão, enfrentando a implacável máquina repressiva do regime de al-Bashir para lutar por um futuro digno para si. Exigimos a libertação imediata e incondicional de todos os activistas, protestantes, críticos e dissidentes políticos que foram detidos pelas autoridades no decurso dos últimos dias.

Pedimos que sejam enviadas cartas de protesto para o Ministro do Interior sudanês, Ibrahim Mahmoud Hamid, para mut@isoc.sd, com cópias para cwi@worldsoc.co.uk. Sugestão de texto:

“We have been outraged to hear the news about the violent repression by the Sudanese authorities on peaceful protesters exercising their basic democratic rights. This is an unacceptable attempt at forcing the Sudanese people to keep quiet on the austerity policies that are being implemented by the government, despite widespread opposition and the dismal consequences of these measures on people’s lives. We demand the immediate and unconditional release of all the protesters and dissidents who have been apprehended in the last days, and the dropping of all potential charges against them. In the event this does not happen, we will make sure that this disgraceful crackdown and brutal treatment of Sudanese voices of opposition is being widely exposed internationally.”

[Tradução: “Estamos revoltados por saber as notícias de violenta repressão das autoridades sudanesas sobre protestantes pacíficos exercendo os seus direitos democráticos básicos. Isto é uma tentativa inaceitável de forçar o povo sudanês ao silêncio perante as políticas de austeridade que estão a ser implementadas pelo governo, apesar da ampla oposição e das sombrias consequências destas medidas na vida do povo. Exigimos a libertação imediata e incondicional de todos os protestantes e dissidentes que foram detidos nos últimos dias e a retirada de todas as eventuais acusações contra eles. Caso isto não suceda, garantiremos que esta repressão vergonhosa e este tratamento brutal das vozes da oposição sudanesa serão amplamente expostas internacionalmente.”]sudan_good

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s