Solidariedade dos membros da Moção B da Mesa Nacional do BE

DECLARAÇÃO DE VOTO
Ponto 3 – Pedido de Abertura de Comissão de Inquérito

Eleitos da MN – Moção B

Os membros eleitos pela Moção B na Mesa Nacional que se realizou no passado Sábado, dia 26 de Novembro, votaram contra a proposta do Secretariado da realização de uma Comissão de Inquérito sobre os aderentes do BE que solicitavam a constituição de uma nova tendência ” Socialismo Revolucionário”. Em primeiro lugar, estes aderentes tornaram se aderentes do BE em processo de adesão individual dando cumprimento aos Estatutos do BE, foram ratificados os seus nomes pelas diversas Coordenadoras Concelhias e Distritais uma vez mais cumprindo o que está nos Estatutos. Por outro lado, o próprio texto que nos é apresentado pelo Secretariado para a realização deste Inquérito logo no seu 1º paragrafo que passamos a transcrever ” O Secretariado identificou um conjunto de adesões ou pedidos de adesão provenientes de um grupo que, externamente ao Bloco de Esquerda e sem qualquer contacto com os órgãos legítimos do partido, decidiu infiltrá-lo” , está ferido de julgamento prévio de antemão sem antes ouvir o que estes aderentes têm a dizer, presumimos já culpa perante estas adesões mesmo elas cumprindo o estipulado nos Estatutos. Manda o bom senso ouvir primeiro estas pessoas. Não percebemos também o porquê desta Comissão de Inquérito, por supostas adesões fraudulentas e com que base factual fundamentamos esta afirmação. Em nosso entender, uma vez mais, esta MN abre precedentes graves e pouco criteriosos sobre a utilidade das Comissões de Inquérito, como as propomos, como elas acontecem, e o modo como elas são aplicadas, votadas e exercidas.

A divergência de opinião dentro do BE não poderá nunca dar lugar a comissões de inquérito. Isso sim viola os nossos Estatutos, o Direito de Tendência e sobretudo os nossos princípios . A Comissão de Direitos do BE também não teve nenhuma “queixa” ou conhecimento desta situação antes desta MN o mesmo foi afirmado nas declarações de vários camaradas. A democracia interna dentro do BE empobrece todos os dias com este caminho… Teremos de repensar os mecanismos que estão ao nosso alcance para que tal não aconteça.

Cristiana de Sousa
Jorgete Teixeira
Paulo Silva
Beatriz Dias
Bruno Candeias
Joana Urban
João Madeira
Jorge Candeias

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s