A Madeira é o Jardim?

Acerca dos resultados eleitorais na Região

José David Gregório

Não sendo propriamente uma novidade, estalou  o verniz entre Jardim e o poder central  acerca da dívida escondida do Governo  Regional e sobre a necessidade de um  (mais um) resgate financeiro ao Governo  Regional. Com mais “paninhos quentes” e  “ralhetes” de Passos Coelho, o governo lá  deu uma ajuda a Alberto João Jardim, deixando-  o passar-se por “vítima do continente”.  Ainda assim, o PSD – Madeira e Alberto  João tiveram uma importante quebra eleitoral,  sendo que, mantendo a maioria absoluta,  perdeu 10% quase integralmente para  o parceiro no governo central, o PP.  Mas ainda não foi desta que os Madeirenses  se viram livres de Jardim e seus apoiantes.  Para mais esta “vitória” (não esquecemos  os casos de fraude eleitoral nos anos 80 e  do caso das carrinhas colectoras e  eleitores), Jardim contou com o silêncio do  governo central face ao plano de resgate  das contas públicas que foi forçado a pedir  depois da exposição pública da “dívida secreta”  da Madeira, contou também com o  seu jornal de propaganda financiado com  dinheiros públicos, que sozinho acumula  uma dívida que excede os 50 milhões de  euros.

Assim, Jardim teve as mãos livres para fazer  aquilo para que tem um “dom  especial”: ameaçar, insultar e amedrontar,  apelar ao “patriotismo” e acenar com a “independência”,  avisando os trabalhadores  do sector público para terem juizinho, enfim,  o que há 30 anos este senhor e seus  parceiros impõem aos madeirenses.  Jardim diz, e reproduzem os seus apoiantes  lá e cá: “pode haver dívida, mas há obra”.  Uma análise, mesmo pouco profunda, das  obras que têm sido feitas, facilmente se  pode verificar que as obras não são foram  para benefício das populações. Exemplos  como a célebre marina sem barcos, o heliporto  nunca usado, equipamentos sociais  duplicados, inundam os jornais.

Dão ao líder populista inaugurações diárias  durante a “campanha eleitoral”, para além  de darem, e isso é que é o essencial, uma  enorme transferência de capital público  para as mãos privadas das construtoras e  empresas que gravitam à volta dos colaboradores  directos de Jardim.

É crescente a contestação ao clima asfixiante  que se vive na Madeira, onde Jardim e  os seus colaboradores políticos controlam  totalmente, não só o aparelho de Estado,  como a economia e a sociedade.  Contudo, o PS ainda sofre no arquipélago  do duplo fardo da política concreta de Sócrates  e da demagogia jardinista contra o  governo “socialista” e perdeu 1 deputado,  passando a 3º partido, atrás do CDS-PP.  Estranho é o facto de a esquerda parlamentar  não ter saído reforçada na Região Autónoma.  Antes pelo contrário: a CDU perdeu  1 dos seus 2 deputados e o BE, ponto fim à  longa presença da UDP, perdeu os 2 deputados  que detinha. Provavelmente o anúncio  da disponibilidade do BE para uma coligação  governamental (presumivelmente  com o PS, mas também com o PP) ditou  mais este desastroso resultado do BE.  Com um discurso incisivo e directo, denunciando  incansavelmente as negociatas e  a miséria que coexistem na Madeira, mesmo  de forma pouco ortodoxa, José Manuel  Coelho levou consigo mais 2 deputados  para o Parlamento Regional.

Quanto aos trabalhadores madeirenses, esses,  como os do continente, sofrem na pele  a política de absoluto desrespeito pelas pessoas,  os seus direitos e aspirações. Irão sofrer  em duplicado uma austeridade decretada  para safar os verdadeiros fautores da crise:  bancos, especuladores, off-shores e o  “universo jardinista” que controla a Madeira.  Também na Madeira é necessário organizar  a luta e resistência ao massacre sem fim,  exigindo o respeito pelos direitos democráticos,  sociais e laborais.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s