15 de Outubro, o tocar do despertador

A revolução não é um episódio, é um processo
Gonçalo Romeiro

A partir dos Indignados em Espanha surgiu o chamamento. Vamos fazer do 15 de Outubro um 15 de Maio mundial.

Em Espanha várias praças, de várias cidades, locais de trabalho e bairros foram “invadidos” pelo povo e transformados em centros de democracia popular. Esse movimento, que se inspirou nas revoluções árabes, está a alargar-se a todo o mundo: Grécia, EUA, França, Bélgica a lista já ultrapassar os 70 países e Portugal não ficou de fora.

No dia 15 de Outubro pessoas um pouco por todo o mundo vão sair à rua em protesto, contra aquilo que consideram um sistema político, económico e social injusto, corrupto e não democrático. Mas qualquer mudança de fundo não se faz num, ou em poucos episódios, é um processo de luta com um programa de alternativa claro, que se quer vivo, dinâmico e claro está, democrático e representativo daqueles que desejam essa mudança. Então a questão impõese: qual é o processo que deve dar seguimento ao 15 de Outubro.

O tempo de manifestações esporádicas já passou, hoje as novas gerações um pouco por todo o mundo estão a mostrar novas formas de luta, uma luta duradoura, sustentável, democrática e claro internacionalista. A ocupação de espaços públicos trouxe uma nova dinâmica à resistência contra um sistema incapaz de resolver os problemas da humanidade e o do mundo. Através destas novas formas de luta contínua, novos activistas chegam todos os dias às ruas para dar a sua voz e o seu contributo nesta causa. É este o início do processo que precisamos, se queremos realmente mudar algo, Portugal não é excepção. Muito pelo contrário, sendo um dos países mais afectados pela crise do sistema capitalista.

Usemos o 15 de Outubro como plataforma de lançamento para a ocupação do espaço público também em Portugal. Devemos manter-nos na rua, realizando assembleias populares de onde sairão propostas, não só de resistência como também de resposta a este sistema. A ocupação é, portanto, um primeiro passo, mas tal como em Espanha o movimento precisa de se alargar a toda a sociedade, e não apenas àqueles que ocuparem as praças. Delas devem sair activistas para intervir nos locais de trabalho, solidarizando- se e cooperando com trabalhadores que também resistem através dos seus sindicatos. De dia 20 a 27 de Outubro várias acções e greves estão agendadas pela CGTP, aí está uma oportunidade que não deve ser desperdiçada. Não podemos esquecer outros palcos de acção como os bairros e as escolas. Desta forma levamos a nossa força, e método democrático de acção a toda a sociedade, e ao mesmo tempo, chamamos toda a sociedade a intervir e dinamizar a resistência, a democracia popular e a acção de uma forma mais global. As assembleias populares, em praças, locais de trabalho, escolas e bairros devem ser ferramentas para construir um programa de acção e alternativa política. Não podemos esquecer igualmente a solidariedade internacional. Nos Estados Unidos o protesto e ocupação em Wall Street já se espalharam a mais de 1000 cidades americanas. Devemos seguir-lhes o exemplo. Dia 20 de Outubro seria uma boa oportunidade para organizarmos um protesto em frente à bolsa de Lisboa, desta forma não só fazíamos uma acção com ligações internacionais, como também nos ligávamos à luta dos trabalhadores que começam a sua semana de luta nesse mesmo dia. Com uma luta deste tipo, armada com um programa pelo fim da ditadura de Wall Street e dos mercados internacionais, pelo controlo democrático dos recursos e da economia, a nossa resistênc a internacional poderia abrir as portas para uma mudança fundamental. Uma mudança socialista revolucionária e com isso pôr fim à pobreza e miséria do sistema anárquico capitalista.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s