Solidariedade e Luta

O colectivo Socialismo Revolucionário, por ocasião do Plenário de Bombeiros,  enviou ao Sindicato dos Trabalhadores do a carta que se transcreve

Ao Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa O Socialismo Revolucionário, colectivo de militantes do Comité por uma Internacional dos Trabalhadores em Portugal, tomou conhecimento por meio dos nossos militantes no Município
de Lisboa do ataque às condições de trabalho a que estão a ser sujeitos os trabalhadores do Município de Lisboa.

As alterações de condições de trabalho que estão planeadas para o Regimento de Sapadores Bombeiros colocam em redobrado perigo os próprios bombeiros, os habitantes e visitantes de Lisboa e a própria cidade. Elas estão estudadas e a Câmara pretende implementar, apenas com objectivos economicistas de cortes às cegas no que diz respeito aos trabalhadores.

Este ataque vem na mesma linha que levou à não resolução dos contratos de trabalhadores do Canil ou de Auxiliares de Acção Educativa e, portanto ao despedimento efectivo de cerca de 60 trabalhadores.

Com a desculpa da reestruturação e as directivas para redução efectiva de trabalhadores impostas pela troika, o Presidente da CML prepara o terreno para reduzir os serviços públicos, ou transferi-los para a esfera privada.

Este tipo de comportamento é visto por toda a Europa e conta com a oposição do CIT e de um número crescente de Organizações políticas e sindicais.

Cremos que a crise que atravessamos necessita de acção colectiva firme e decidida dos trabalhadores e das suas organizações. Os trabalhadores do Município de Lisboa e o seu Sindicato, o STML, podem contar com a nossa solidariedade activa, em Portugal e na Europa, no sentido de espalhar informação e promover solidariedade com a vossa luta.

Estamos certos que os trabalhadores do Município de Lisboa, em unidade e luta, saberão dar a resposta necessária aos presentes ataques.

Estamos certos que estaremos lado a lado no dia 1 de Outubro, na Manifestação convocada pela CGTP e em todas as acções de resistência e luta contra as medidas do governo da troika ou, na Câmara Municipal de Lisboa, contra medidas que afectam as condições de trabalho e vida dos trabalhadores do Município.

Vossos em Solidariedade

Gonçalo Romeiro, Secretário
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s