Sahara Ocidental – Marrocos viola o cessar fogo

Posted on 31 de Dezembro de 2009 por

0


Sahara Ocidental
Transcrevemos o seguinte material enviado pela Associação de Amizade Portugal – Sahara Ocidental


Entre EL AIUN e DAKHLA

Marrocos realiza manobras militares no Sahara Ocidental,
violando o cessar-fogo e as resoluções da ONU

Marrocos volta a violar as resoluções das Nações Unidas, incluindo o cessar-fogo, ao realizar manobras militares de grandes envergadura na região de Um Draiga, no sul do Sahara Ocidental ocupado, a escassos metros do muro construído pelas forças militares marroquinas e que divide a zona ocupada da zona controlada pela Frente Polisario. A notícia foi dada hoje em primeira-mão pelo jornal Canárias Ahora, com base em testemunhas oculares e castrenses de nacionalidade marroquina.

Segundo aquele órgão de informação, «as manobras tiveram início há pouco mais de uma semana e têm sido levadas a cabo sob o comando do general Bennani, Inspector-Geral das Forças Armadas Reais (FAR), que acumula com as funções de Comandante da Zona Sul desde Julho de 2004, sendo a segunda entidade na hierarquia militar, logo a seguir ao Rei.

Nas operações militares, e segundo ainda aquele periódico, Marrocos terá utilizado vários modelos de caças, nomeadamente F-5 e Mirage, para além de diferentes tipos de helicópteros. As fontes castrenses marroquinas do jornal canário não puderam precisar o número exacto de forças envolvidas, mas sublinharam a sua importância e dimensão dada a presença do Inspector Geral das FAR.

Estas manobras militares por parte de Marrocos no território do Sahara Ocidental realizam-se num momento de grande tensão, após o regresso a El Aiun da activista dos Direitos Humanos Aminetu Haidar, o júbilo que isso provocou na população saharaui e o impacto mediático que a sua situação teve na opinião pública mundial. Realizam-se em simultâneo com o recrudescimento do aparato policial e repressivo nas principais cidades do Sahara Ocidental e têm que ser interpretadas também como uma clara acção de intimidação.

Segundo o Canárias Ahora, a população da cidade piscatória de Dakhla, no Sul do Sahara Ocidental e já muito próxima da Mauritânia, tem sido surpreendida nos últimos tempos com o ruído ensurdecedor de aviões e helicópteros que têm participado nas manobras militares.

Não é a primeira vez que Marrocos viola as disposições da ONU relativamente ao cessar-fogo decretado na antiga colónia espanhola do Sahara Ocidental. Em 2008, durante as negociações promovidas pela ONU em Manhasset, Nova Iorque, foi denunciada a presença de forças terrestres e da marinha marroquina em Auserd e em Dakhla.

Em 2005, a MINURSO (Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental) relatou ao Conselho de Segurança da ONU uma denúncia de “manobras militares com fogo real que se estende a zonas restringidas” por parte de Marrocos.

O Socialismo Hoje manifesta a sua solidariedade para com o povo saahari eapela aos seus leitores para fazerem chegar à Embaixada de Marrocos cartas de portesto por mais esta violação dos direitos humanos e das conveções internacionais.