E.U.A. Chicago – Ocupação da fábrica leva à vitória

Posted on 20 de Dezembro de 2008 por

0


Exemplo inspirador para os trabalhadores em luta contra os despedimentos

Bryan Koulouris, Socialist Alternative (CIT nos USA)

Ao ocupar a fábrica, e recusando-se a abandoná-la, os trabalhadores da Fábrica “Republic of Windows & Doors” em Chicago, têm dado um exemplo inspirador para os trabalhadores em todo o país da forma como podem lutar e vencer as suas reivindicações . No início de Dezembro, os trabalhadores ficaram chocados quando ouviram que a sua fábrica iria ser encerrada. Ficaram indignados quando os patrões lhes disseram que tinham apenas mais três dias de trabalho. O motivo? O Bank of America tinha cortado o crédito à empresa. Este é o mesmo Bank of America que entregou milhares de milhões de dólares na acção de aval do governo.

Os trabalhadores não encararam a situação baixando os braços, eles resistiram. Esta pode ser uma lição para todos nós. Os trabalhadores, representados pelo United Electrical Workers (UE), recuperam uma estratégia que ajudou a construir o movimento operário nos os EUA: ocuparam a fábrica. Pediram um bom pacote indemnizações, e ganharam. Isso mostra o potencial de poder dos trabalhadores quando as pessoas se organizaram e tomam as medidas necessárias.

A ocupação de um local de trabalho coloca a questão: quem é o responsável aqui? A gestão não tem poder para dar ordens quando os trabalhadores assumem o controlo. Na verdade, poderia ter sido possível exigir muito mais, ainda mais do que os trabalhadores ganharam devido ao sucesso potencial desta táctica combativa e militante. A população em geral, de Chicago e dos EUA expressou um sentimento de profunda simpatia para com os trabalhadores. Em futuras lutas, essa simpatia pode ser transformada em solidariedade generalizada, manifestações e redes de apoio.

Quando despedimentos colectivos e cortes de postos de trabalho são propostas pelas grandes corporações e os seus agentes políticos, os trabalhadores precisam de olhar para o corajoso exemplo dos trabalhadores da fábrica de janelas de Chicago que ocuparam os seus locais de trabalho e recusaram-se a ser expulsos

Parar com os despedimentos devido a falência e encerramentos de fábricas, exigirá que levantamos a reivindicação da propriedade pública, sob o controlo e gestão democráticos dos trabalhadores, para salvar os postos de trabalho. Se as empresas dizem que eles não podem dar ao luxo de pagar para manter bons empregos, então temos de os levar a abrir os seus registos financeiros para o movimento dos trabalhadores. Se eles dizem a verdade, então temos de assumir os locais de trabalho por nós próprios.

Posted in: EUA, Sindicalismo